VÍDEO: Pela primeira vez, um Papa atende confissões no Santuário da Divina Misericórdia

0
522

O Papa Francisco se tornou hoje o primeiro Pontífice a atender confissões no Santuário da Divina Misericórdia (Polônia), onde se encontra por ocasião da Jornada Mundial da Juventude 2016.

O Santo Padre chegou nesta manhã ao Santuário da Divina Misericórdia, como fizeram no passado os seus antecessores São João Paulo II e o Papa Emérito Bento XVI. Lá, atendeu a confissão de cinco jovens em espanhol, italiano e francês, depois de atravessar a Porta Santa do templo.

Anteriormente, Francisco havia estado na Capela de Santa Faustina Kowalska, onde rezou no túmulo da vidente do Senhor da Divina Misericórdia.

Uma vez terminado de ministrar o Sacramento da Reconciliação, o Santo Padre saudou e abençoou um jovem sacerdote em cadeira de rodas e um idoso cego, recebeu como presente uma imagem do Senhor da Divina Misericórdia.

No livro de visitantes do Santuário, Francisco escreveu: “Misericórdia eu quero, e não sacrifícios”, recordando as palavras de Jesus no Evangelho de Mateus, que também foram o centro da mensagem do Papa para aQuaresma de 2016.

Concluída a visita, o Papa se dirigiu ao Santuário de São João Paulo II para celebrar a Missa com sacerdotes, religiosos, religiosas, consagrados e seminaristas.

O Santuário da Divina Misericórdia

Em meados do século XIX, foi fundado na colina de Lagiewniki, em Cracóvia, o convento das Irmãs da Mãe de Deus da Misericórdia. Lá, viveu e faleceu Santa Faustina Kowalska, no início do século XX.

Aí se encontra o atual Santuário da Divina Misericórdia, com um novo edifício construído entre 1999 e 2002, que tem capacidade para 5.000 pessoas.

O desenho do novo templo foi inspirado nos raios do coração de Jesus Misericordioso, cuja imagem está no centro do santuário. Debaixo do quadro, está o tabernáculo de ouro em forma do globo terrestre.

Em 17 de agosto de 2002, João Paulo II consagrou a Basílica durante sua última peregrinação à sua terra natal. Naquela época, também confiou o mundo à Divina Misericórdia.

Na parte baixa da Basílica, está a capela principal consagrada à Irmã Faustina e as quatro capelas laterais. A poucos metros da parte de acima do templo, encontra-se uma capela de Adoração Perpétua ao Santíssimo Sacramento.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA