“Os missionários estão lá, ao lado daqueles que sofrem, ainda mais com o impacto da crise global. Este é o momento favorável para a missão: somos chamados hoje a anunciar e dar o amor de Deus, especialmente onde há sofrimento, pobreza, desespero”, afirma o secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos, dom Rugambwa, recordando que a pandemia não fez cessar a missão da Igreja nem o caminho para o Dia Mundial das Missões

Vatican News                                                              

No primeiro dia de outubro, mês missionário, a Congregação para a Evangelização dos Povos e os Secretariados internacionais das Pontifícias Obras Missionárias recordaram que a pandemia não fez cessar a missão da Igreja nem o caminho para o Dia Mundial das Missões.

O anúncio do Evangelho continua em todos os cantos do mundo. Os preparativos para o Dia Mundial das Missões, que foi confirmado para o dia 18 deste mês de outubro, estão em andamento nas Igrejas locais dos cinco continentes.

Missionários ao lado dos que sofrem

No início de outubro, tradicionalmente dedicado pela Igreja à obra missionária, e por ocasião (01/10) da festa de Santa Teresa de Lisieux, Padroeira das missões, o secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos, dom Protase Rugambwa, arcebispo tanzaniano, comentou:

“Os missionários estão lá, ao lado daqueles que sofrem, ainda mais com o impacto da crise global. Este é o momento favorável para a missão: somos chamados hoje a anunciar e dar o amor de Deus, especialmente onde há sofrimento, pobreza, desespero.”

A generosidade não para

Falando do tempo de preparação para o Dia Mundial das Missões, e do compromisso garantido pelas Pontifícias Obras Missionárias (POM) no mundo inteiro, o arcebispo Rugambwa, citando a Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Missões, intitulada “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8), recorda que “num contexto profundamente marcado pela pandemia da Covid-19, não se deve desanimar porque a missão não é fruto de capacidades humanas, mas pertence a Deus: o Espírito Santo é seu protagonista. O Senhor toma a iniciativa, enviou seu Filho Jesus Cristo e hoje envia cada batizado”.

Nas dificuldades causadas pela pandemia, no mundo inteiro, a generosidade não para. Em todos os continentes, continua o compromisso de sensibilização para a coleta especial de 18 de outubro que constituirá o Fundo de Solidariedade Universal que as Pontifícias Obras Missionárias recolhem todos os anos para levar adiante sua obra de apoio às Igrejas locais.

Em 2020 a contribuição também foi expressa através do Fundo especial de emergência criado pelo Papa junto às Pontifícias Obras Missionárias para ajudar as comunidades atingidas pela Covid-19.

África

Na África estamos nos preparando para tal com encontros e momentos de oração e formação, sem esquecer o anúncio da Palavra através da visita que muitos missionários e religiosos fazem em aldeias isoladas. O compromisso deste período é garantir uma animação missionária ainda mais presente e envolvente, sobretudo nas áreas mais remotas.

América

Nas Américas, onde o Dia Missionário tem uma tradição antiga e fecunda, o compromisso das POM é considerável na produção de material para animação, tanto em papel como compartilhado na web. Com a intensificação da campanha nas redes sociais, cresceu a consciência das paróquias, movimentos e associações para lembrar a importância da oferta pessoal, assim como a oração.

Ásia

Na Ásia, as comunidades locais, tocadas pelo vírus, mostram uma resiliência enraizada na fé: “Como os apóstolos na barca, no mar tempestuoso, digamos ao Senhor: estamos morrendo. Nesta pandemia experimentamos a presença amorosa de Cristo e elevamos louvores a Ele, porque Ele não nos abandona”, diz padre Peter Susaimanickam, sacerdote da diocese de Thanjavur, no estado indiano de Tamil Nadu. “Este é o coração do anúncio que dirigimos a todos, no mês missionário.”

Oceania

Na Oceania, o anúncio do Evangelho atravessa o “continente marítimo” e iniciativas missionárias especiais envolvem e têm como protagonistas sobretudo os jovens.

Europa

Na Europa, as diretorias nacionais dos POM prepararam material em papel e digital para ajudar as comunidades cristãs a viver também a dimensão pessoal da missão: “Eis-me aqui, envia-me!”

Em nível global, há um eco notável em termos de comunicação e mídia de massa, com campanhas reais de comunicação e graças a transmissões ao vivo pela TV e pelo rádio para 18 de outubro, como será o caso na Polônia, Espanha, Malta e Irlanda.

Oração do Terço durante o mês missionário

A oração mariana do Terço, durante todo o mês de outubro missionário, transmitida pelo rádio e nas redes sociais, será rezada em milhares de comunidades, “à distância” ou “em presença”.

Em particular, em 7 de outubro na “Rádio Maria” o “Terço mundial” será transmitido simultaneamente em todas as estações da Rádio Maria no mundo, transmitido ao vivo do santuário de Kibeho, em Ruanda (país africano situado na região dos Grandes Lagos).

O Papa: coleta missionária do terceiro domingo de outubro

As palavras do Papa em sua Mensagem ecoam no mundo inteiro: “Celebrar o Dia Mundial das Missões significa também reiterar que a oração, a reflexão e a ajuda material das vossas ofertas são oportunidades para participar ativamente na missão de Jesus na sua Igreja. A caridade manifestada nas coletas das celebrações litúrgicas do terceiro domingo de outubro tem por objetivo sustentar o trabalho missionário, realizado em meu nome pelas Pontifícias Obras Missionárias, que acodem às necessidades espirituais e materiais dos povos e das Igrejas de todo o mundo para a salvação de todos”.

(Fides)

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA