Zeferino era romano, filho de Abôndio. Ele assumiu, no século II, a Cátedra de Pedro, num período de grande perseguição para os cristãos, tanto assim que os seus treze predecessores morreram todos mártires.

O que mais abalava a Igreja não eram as perseguições e massacres, mas sim as heresias que foram surgindo conjuntamente à tentativa de elaborar as revelações com dados puramente filosóficos. Os gnósticos chegavam a negar a divindade de Cristo. Teodoro subordinou de tal forma Cristo ao Pai, que fez dele uma simples criatura, e Montano profetizava e pregava sobre o fim do mundo a partir da consciência de ser a revelação do Espírito Santo.

Diante de todas as agitações, São Zeferino, mesmo não sendo um teólogo nem escritor, soube com o bom senso e a ajuda do Espírito Santo unir-se a grande sábios da ortodoxia da época, como Santo Irineu, Hipólito e Tertuliano, a fim de livrar os cristãos da mentira e rigorismos. São Zeferino foi martirizado e entrou na Igreja Triunfante no ano de 217.

São Zeferino, rogai por nós!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSão Bartolomeu
Próximo artigoSanta Mônica

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA