(branco – ofício da memória)

Joaquim e Ana (séc. 1º a.C.) são venerados como os pais de Nossa Senhora e avós de Jesus. As promessas de Deus se cumprem graças à fé e à dedicação de pessoas simples que vivem o amor. Rezemos por todos os avós, neste seu dia, e busquemos neles a sabedoria de vida.

Primeira Leitura: Eclesiástico 44,1.10-15

 

Leitura do livro do Eclesiástico – 1Vamos fazer o elogio dos homens famosos, nossos antepassados através das gerações. 10Estes são homens de misericórdia; seus gestos de bondade não serão esquecidos. 11Eles permanecem com seus descendentes; seus próprios netos são a sua melhor herança. 12A descendência deles mantém-se fiel às alianças 13e, graças a eles, também os seus filhos. Sua descendência permanece para sempre e sua glória jamais se apagará. 14Seus corpos serão sepultados na paz e seu nome dura através das gerações.15Os povos proclamarão a sua sabedoria e a assembleia vai celebrar o seu louvor. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 131(132)

 

O Senhor vai dar-lhe o trono / de seu pai, o rei Davi.

  1. O Senhor fez a Davi um juramento, / uma promessa que jamais renegará: / “Um herdeiro que é fruto do teu ventre / colocarei sobre o trono em teu lugar!” – R.
  2. Pois o Senhor quis para si Jerusalém / e a desejou para que fosse sua morada: / “Eis o lugar do meu repouso para sempre, / eu fico aqui: este é o lugar que preferi!” – R.
  3. “De Davi farei brotar um forte herdeiro, / acenderei ao meu ungido uma lâmpada. / Cobrirei de confusão seus inimigos, / mas sobre ele brilhará minha coroa!” – R.
Evangelho: Mateus 13,16-17

 

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus – Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:16“Felizes sois vós, porque vossos olhos veem e vossos ouvidos ouvem. 17Em verdade vos digo, muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes e não viram, desejaram ouvir o que ouvis e não ouviram”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

 

Ana e Joaquim, pais de Maria, avós de Jesus, pertencem ao período localizado entre o Antigo e o Novo Testamento. Seus nomes não aparecem na Bíblia, mas nós os aceitamos da tradição. Nomes ricos de significado: Joaquim significa “Deus concede”, e Ana é o mesmo que “Graça”. Um casal abençoado por Deus. Desse casal nasce Maria, a bendita entre as mulheres, a mãe de Jesus, o Filho do Altíssimo. O culto de Sant’Ana é documentado no Oriente no século VI; no Ocidente, no século X. O culto de São Joaquim, no século XIV. São Joaquim era deixado discretamente de lado talvez pela discordância quanto ao seu nome. Pelos frutos se conhece a árvore, nos ensina Jesus. Pela santidade do fruto-Maria deduzimos a santidade dos pais, Ana e Joaquim.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA