Naquela época, o presbítero de 32 anos, membro da Ordem de São Camilo, dirigia uma missão no hospital da cidade de Bossemptele. Neste local, acolhia e oferecia serviços de saúde aos muçulmanos que fugiam da tropa anti-balaka e os ajudou a escapar em caminhões para cruzar a fronteira com Camarões.

O sacerdote é um dos quatro pré-selecionados para o Aurora Prize for Awakening Humanity (Prêmio Aurora para Despertar a Humanidade), dedicado a “pessoas que colocam a sua vida em risco para permitir que outros sobrevivam”.

O prêmio será apresentado pelo ator George Clooney em uma cerimônia que será celebrada no dia 24 de abril de 2016, em Erevã (capital da Armênia). O ganhador receberá 100 mil dólares e poderá dedicar 1 milhão de dólares a uma organização beneficente.

Três dos quatro finalistas do concurso são católicos. Entre eles estão: Dr. Tom Catena, único cirurgião que atende a 750 mil pessoas nas montanhas de Nuba (Sudão); Marguerite Barankitse, que salvou milhares de vidas cuidando de órfãos e refugiados durante a guerra civil em Burundi; e Syeda Ghulam Fatima, que trabalhou para pôr fim no trabalho escravo no Paquistão, uma das últimas formas de escravidão moderna.

Por Canção Nova, com ACI Digital

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA