Deus é misericórdia”: este é o título das meditações para a Via-Sacra no Coliseu de Roma, que o Papa Francisco preside esta Sexta-feira Santa. Os textos deste ano foram escritos pelo Cardeal italiano Gualtiero Bassetti, Arcebispo de Perugia.

As reflexões do cardeal evidenciam que, diante dos medos do homem, da dor, das perseguições e da violência, a misericórdia é o canal da graça que, de Deus, chega a todos. No decorrer das 14 estações, o Arcebispo de Perugia indica que o corpo flagelado e humilhado de Jesus é o caminho da justiça, “a justiça de Deus que transforma o sofrimento mais atroz na luz da ressurreição”.

Perseguição e violência

Os textos propõem meditações sobre as perseguições e a violência que atingiram a humanidade no passado e a atingem também hoje: há referências aos cristãos perseguidos, ao holocausto dos judeus na II Guerra Mundial e ao drama dos migrantes.

O autor das meditações recorda ainda o sofrimento das famílias em crise, dos casamentos falidos, de quem não tem trabalho ou dos jovens com empregos precários. Os textos falam ainda das “crianças profanadas na sua intimidade”, que sofreram abusos ou foram desrespeitadas na sua dignidade.

A celebração tem início marcado para às 21h15 de Roma (17h15 – horário de Brasília), com transmissão ao vivo pela Rádio Vaticano, com comentários em português. O livreto da Via-Sacra (em português) pode ser baixado aqui. O texto completo em português pode ser encontrado neste link.

Por Rádio Vaticano

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA