O Papa Francisco mostrou sua “dor e horror” pelo ataque à igreja e o assassinato do sacerdote Jacques Hamel, de 84 anos, durante a celebração de uma Missa em Rouen, no norte da França.

O porta-voz do Vaticano, Pe. Federico Lombardi, sublinhou a “condenação radical” que o Papa tem feito ante “toda forma de ódio” e assegurou a oração do Pontífice pelas pessoas afetadas.

“Estamos particularmente afetados porque esta violência horrível que ocorreu em uma igreja, local sagrado em que se anuncia o amor de Deus, onde foi barbaramente morto um sacerdote e envolvidos alguns fiéis. Manifestamos nossa proximidade com a Igreja na França, à Arquidiocese de Rouen, à comunidade atingida e ao povo francês”.

Por sua parte, o Arcebispo de Rouen, Dom Dominique Lebrun, enviou um comunicado de Cracóvia, onde se encontra acompanhando os jovens da diocese na Jornada Mundial da Juventude, no qual assegura suas orações pelas vítimas e atingidos e também assegurou que deve retornar à sua diocese hoje à tarde.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA