Museus Vaticanos. A fé de São José

0
143

“Anunciar Cristo significa mostrar que acreditar Nele e segui-Lo não é somente uma coisa verdadeira e justa, mas também bela. O coração do Evangelho é a beleza do amor salvífico de Deus manifestado em Jesus Cristo morto e ressuscitado”. Inspirada por essas palavras de Francisco, prossegue a colaboração entre os Museus Vaticanos e o Vatican News: as obras-primas das coleções pontifícias acompanhadas pelas palavras dos Papas.

Pinturicchio e ajudantes, A Visitação, afresco, 1492-1494, Apartamento Borgia, Sala dos Santos © Musei Vaticani

A figura de são José, depois de séculos de indiferença, no início do período bizantino e da Alta Idade Média começa finalmente a desempenhar um papel estável de co-protagonista. A sua presença na Visitação não é referida pelos Evangelhos Canônicos nem por aqueles Apócrifos, mas foi introduzida na iconográfica pelos sermões dos pregadores ou por revelações místicas. São José sempre é apresentado como um homem maduro ou às vezes bem idoso. Na rica ambientação arquitetônica realizada por Pinturicchio no Apartamento Borgia, a sua senilidade fica ainda mais evidente, mesmo preservando uma digna mansidão. Está bem vestido, apoiado num grande cajado de pastor, com o olhar quieto e distante de quem está resignado ao seu destino.

 @Museus Vaticanos@Museus Vaticanos
@Museus Vaticanos

“São José ensina-nos que ter fé em Deus inclui também acreditar que Ele pode intervir inclusive através dos nossos medos, das nossas fragilidades, da nossa fraqueza. E ensina-nos que, no meio das tempestades da vida, não devemos ter medo de deixar a Deus o timão da nossa barca.”

(Papa Francisco, Carta Apostólica Patris corde)

 

#abelezanosune
instagram: @vaticanmuseums @vaticannews @vaticannewspt
facebook: @vaticannews
aos cuidados de Paolo Ondarza

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSão Patrício
Próximo artigoSão José