Covid-19: Papa em ajuda ao Brasil e outros 8 países envia ventiladores pulmonares

0
63

Paciente de coronavírus em hospital de Belém, no Pará  (AFP or licensors)

Para combater a Covid-19, o uso desses equipamentos que auxiliam na respiração dos pacientes está contribuindo para salvar milhares de vida no mundo inteiro. Francisco, nesta quinta-feira (17), através da Esmolaria Apostólica, enviou 38 ventiladores pulmonares além material médico-sanitário a 9 países em crise. Entre eles, o Brasil, que voltou a ter média de mortes acima de 2 mil em 24 horas, contabilizando mais de 496 mil vítimas por causa do vírus.

Andressa Collet – Vatican News

Os povos que mais sofrem no mundo com a pandemia da Covid-19 ganharam novamente a atenção do Papa Francisco. Nesta quinta-feira (17), através da Esmolaria Apostólica, o Pontífice enviou 38 ventiladores pulmonares além de material médico-sanitário a 9 países em crise. Entre eles, o Brasil, que voltou a ter média de mortes acima de 2 mil em 24 horas, contabilizando mais de 496 mil vítimas por causa do vírus.  

O destino das doações do Papa

Para combater a coronavírus, os ventiladores pulmonares – uma máquina que ajuda o paciente a respirar quando ele não consegue fazê-lo sozinho pelo nível de insuficiência respiratória ou complicações de quadros clínicos, por exemplo – estão ajudando no tratamento dos internados e contribuindo para salvar milhares de vida no mundo inteiro. São equipamentos essenciais nas instituições de saúde, com demanda aumentada durante a pandemia de Covid-19 já que a doença afeta principalmente as vias respiratórias.

O Brasil vai receber 6 ventiladores pulmonares, mas as doações também foram encaminhadas às Nunciaturas Apostólicas de países da América Latina – como Colômbia, Argentina, Chile e Bolívia, além de Índia, África do Sul, Síria e Papua Nova Guiné. Todo o material, em seguida, será distribuído aos hospitais para tentar aliviar a pressão das estruturas já que “a emergência sanitária ainda permanece forte em muitas partes mais pobres do mundo”, afirma um comunicado da Esmolaria Apostólica, “enquanto a campanha de vacinação está avançando intensamente nos países mais ricos”.

Os novos desafios da pandemia

A Organização Mundial da Saúde está inclusive lançando um novo alarme sobre o aumento de contágios devido às variantes do vírus, apesar dos esforços dos profissionais de saúde em todo o mundo. Por isso não se pode dizer que a pandemia está sob controle.  Enquanto a Europa discute sobre o “green pass”, o passe livre para poder viajar sem restrições, a propagação de variantes é assustadora: só no Reino Unido, o número de casos com a ‘variante Delta’, inicialmente identificada na Índia, está aumentando.

O governo de Portugal, por exemplo, a partir desta sexta-feira (18) proíbe até a próxima segunda-feira (21) a entrada ou saída de Lisboa e região metropolitana para controlar a disseminação do vírus para o resto do país. Pelo segundo dia consecutivo, Portugal passou dos mil novos casos de Covid-19 em 24 horas, a maior alta desde fevereiro quando o país estava em lockdown: desses, mais de 800 foram registrados em Lisboa e Vale do Tejo, possivelmente devido à ‘variante Delta’.

 

A homenagem na nova UTI do Hospital São Lucas da PUCRS destinada a pacientes com Covid-19     04 setembro 2020,

A homenagem na nova UTI do Hospital São Lucas da PUCRS destinada a pacientes com Covid-19