Os bispos da França fizeram um chamado à unidade e à solidariedade depois do atentado terrorista ocorrido ontem que deixou 84 mortos e 100 feridos no balneário de Nice, localizado ao sul do país, e asseguraram que esta barbárie é intolerável.

O autor do atentado foi identificado como Mohamed Lahouaiej Bouhlel, um franco-tunisiano de 31 anos morto pela polícia francesa após atropelar dezenas de pessoas que assistiam a um espetáculo de queima de fogos pelo Dia da Queda da Bastilha.

“Nosso país foi golpeado enquanto vivia um momento de unidade nacional. Agora mais que nunca a solidariedade nacional deve ser mais forte que o terrorismo. No meio da dor, devemos ter a certeza de que a união é superior à divisão”, expressaram os bispos em um comunicado publicado hoje.

Os bispos convocaram os franceses a se unir em oração pelas vítimas no próximo dia 17 de julho em todas as Missas. “Esta tragédia se soma à triste lista de atos terroristas que entristecem nosso país e outros países do mundo depois de vários meses. Seja qual for o motivo, esta barbárie é inaceitável, intolerável”, assinalaram.

Por sua parte, o Bispo de Nice, Dom André Marceau, dirigiu uma mensagem de consolo aos cidadãos e recordou-lhes que “não estão sozinhos”.

“É necessário guardar a mensagem de paz e de consolo em nosso coração. Digo aos cidadãos de Nice que não estão sozinhos”, declarou através da RCF (Radio Chrétienne Francophone).

Dom Marceau indicou que “muitas pessoas ficaram profundamente afetadas, traumatizadas”, e na cidade “é o horror o que prevalece, o irracional, a violência. É terrível”.

O Bispo de Nice também pediu para “sermos solidários entre nós” e que “além do que nos faz sofrer hoje, não nos deixemos afetar”.

Por sua parte, o vigário geral da Diocese de Nice, Pe. Jean-Louis Gazzaniga, comentou que “frente a tal drama, nos sentimos totalmente impotentes. Nosso Deus é um Deus que chora e que sofre conosco. Em meio à pobreza das palavras, o Amor, apesar de tudo, é mais forte”.

Em algumas igrejas de Nice, será realizada hoje uma vigília de oração por todos os atingidos por este atentado.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA