(verde – ofício do dia da 4ª semana do saltério)

O amor é o mandamento por excelência para quem deseja alcançar o reino dos céus e construir famílias fundamentadas na acolhida e na fraternidade.

Primeira Leitura: Rute 1,1.3-6.14-16.22

Início do livro de Rute – 1No tempo em que os juízes governavam, houve uma fome no país e um homem de Belém de Judá foi morar nos campos de Moab com sua mulher e seus dois filhos. 3Entretanto, morreu Elimelec, marido de Noemi, e esta ficou sozinha com seus dois filhos. 4Eles casaram-se com mulheres moabitas, uma das quais se chamava Orfa, a outra, Rute. E ali permaneceram uns dez anos. 5Depois morreram também os dois, Maalon e Quelion, e a mulher ficou só, sem os dois filhos e sem o marido. 6Então ela se dispôs a voltar do campo de Moab para a sua pátria com as duas noras, porque tinha ouvido dizer que o Senhor havia olhado para o seu povo e lhe tinha dado alimentos. 14Orfa beijou sua sogra e partiu. Rute, porém, ficou com Noemi. 15Esta disse-lhe: “Olha, tua cunhada voltou para o seu povo e para os seus deuses. Vai com ela”. 16Mas Rute respondeu: “Não insistas comigo para que te deixe e me afaste de ti. Porque para onde fores, irei contigo, onde pousares, lá pousarei eu também. Teu povo será o meu povo, e o teu Deus será o meu Deus”. 22Assim Noemi voltou dos campos de Moab, acompanhada de sua nora Rute, a moabita. Regressaram a Belém, quando começava a colheita da cevada. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 145(146)

Bendize, ó minha alma, ao Senhor!

  1. É feliz todo homem que busca † seu auxílio no Deus de Jacó / e que põe no Senhor a esperança. / O Senhor fez o céu e a terra, / fez o mar e o que neles existe. – R.
  2. Faz justiça aos que são oprimidos; † ele dá alimento aos famintos, / é o Senhor quem liberta os cativos. – R.
  3. O Senhor abre os olhos aos cegos, / o Senhor faz erguer-se o caído; / o Senhor ama aquele que é justo. / É o Senhor quem protege o estrangeiro. – R.
  4. Ele ampara a viúva e o órfão, / mas confunde os caminhos dos maus. / O Senhor reinará para sempre! † Ó Sião, o teu Deus reinará / para sempre e por todos os séculos! – R.
Evangelho: Mateus 22,34-40

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus – Naquele tempo, 34os fariseus ouviram dizer que Jesus tinha feito calar os saduceus. Então eles se reuniram em grupo 35e um deles perguntou a Jesus, para experimentá-lo: 36“Mestre, qual é o maior mandamento da lei?” 37Jesus respondeu: “‘Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento!’ 38Esse é o maior e o primeiro mandamento. 39O segundo é semelhante a esse: ‘Amarás ao teu próximo como a ti mesmo’. 40Toda a lei e os profetas dependem desses dois mandamentos”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Com frequência, os fariseus cercam Jesus, não com o objetivo de ouvir sua palavra e seguir seus passos; ao contrário o procuram para o experimentar. Desta vez o assunto são os mandamentos. Afinal, qual deles é o maior? Os fariseus tinham como ponto de honra observar cuidadosamente todos os preceitos. Será que esperam ver Jesus falando contra algum deles? Sem acrescentar argumentos, Jesus responde o que todo judeu religioso sabia: o primeiro e maior mandamento é amar a Deus acima de tudo. E ao amor a Deus, Jesus une o amor ao próximo: “Ame seu próximo como a si mesmo”. São João escrevia: “Se alguém disser: ‘Eu amo a Deus’, mas odeia seu irmão, esse tal é um mentiroso. Pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus a quem não vê” (1Jo 1,20-21).

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA