(verde – ofício do dia)

O homem e a mulher foram criados não para a solidão egoísta, mas para a comunhão entre si. Ambos têm direito a uma vida de bem-estar, livre de toda discriminação.

Primeira Leitura: Gênesis 2,18-25

 

Leitura do livro do Gênesis – 18O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só. Vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele”. 19Então o Senhor Deus formou da terra todos os animais selvagens e todas as aves do céu e trouxe-os a Adão para ver como os chamaria; todo ser vivo teria o nome que Adão lhe desse. 20E Adão deu nome a todos os animais domésticos, a todas as aves do céu e a todos os animais selvagens, mas Adão não encontrou uma auxiliar semelhante a ele. 21Então o Senhor Deus fez cair um sono profundo sobre Adão. Quando este adormeceu, tirou-lhe uma das costelas e fechou o lugar com carne. 22Depois, da costela tirada de Adão, o Senhor Deus formou a mulher e conduziu-a a Adão. 23E Adão exclamou: “Desta vez, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada ‘mulher’ porque foi tirada do homem”. 24Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne. 25Ora, ambos estavam nus, Adão e sua mulher, e não se envergonhavam. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 127(128)

 

Felizes todos os que respeitam o Senhor.

  1. Feliz és tu se temes o Senhor / e trilhas seus caminhos! / Do trabalho de tuas mãos hás de viver, / serás feliz, tudo irá bem! – R.
  2. A tua esposa é uma videira bem fecunda / no coração da tua casa; / os teus filhos são rebentos de oliveira / ao redor de tua mesa. – R.
  3. Será assim abençoado todo homem / que teme o Senhor. / O Senhor te abençoe de Sião / cada dia de tua vida. – R.
Evangelho: Marcos 7,24-30

 

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos – Naquele tempo, 24Jesus saiu e foi para a região de Tiro e Sidônia. Entrou numa casa e não queria que ninguém soubesse onde ele estava. Mas não conseguiu ficar escondido. 25Uma mulher, que tinha uma filha com um espírito impuro, ouviu falar de Jesus. Foi até ele e caiu a seus pés. 26A mulher era pagã, nascida na Fenícia da Síria. Ela suplicou a Jesus que expulsasse de sua filha o demônio. 27Jesus disse: “Deixa primeiro que os filhos fiquem saciados, porque não está certo tirar o pão dos filhos e jogá-lo aos cachorrinhos”. 28A mulher respondeu: “É verdade, Senhor; mas também os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem as migalhas que as crianças deixam cair”. 29Então Jesus disse: “Por causa do que acabas de dizer, podes voltar para casa. O demônio já saiu de tua filha”. 30Ela voltou para casa e encontrou sua filha deitada na cama, pois o demônio já havia saído dela. – Palavra da salvação.

Reflexão:

 

Jesus deixa sua terra e vai para o estrangeiro (território de Tiro). Desse modo, põe em prática o conteúdo de sua mensagem: para Deus todos os povos são iguais; não há privilégio para o povo de Israel. Também aí já era famoso. Hospeda-se numa casa, com uma família do lugar, sem preconceito de religião ou raça. Com isso, o Mestre rompe o tabu judaico que impedia relacionar-se com outros povos. A mulher grega reconhece o poder de Jesus e ajoelha-se a seus pés, implorando-lhe que “expulsasse de sua filha o demônio”. A atitude humilde, confiante e insistente da mulher obtém o favor de Jesus e cria ocasião para se diminuir a distância social entre os povos. Não é preciso que uns se saciem e só depois os outros; todos podem saciar-se ao mesmo tempo, basta repartir de modo igualitário.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA