14ª SEMANA COMUM

(verde – ofício do dia)

Sempre é tempo de buscar a face do Senhor, para que reúna nosso coração, livrando-o da idolatria, e nos envie a ser sinais do seu reino aos que vivem perdidos no mundo.

Primeira Leitura: Oseias 10,1-3.7-8.12

Leitura da profecia de Oseias – 1Israel era uma vinha exuberante e dava frutos para seu consumo; na medida de sua produção, erguia os numerosos altares; na medida da fertilidade da terra, embelezava seus ídolos. 2Com o coração dividido, deve agora receber castigo; o Senhor mesmo derrubará seus altares, destruirá os seus simulacros. 3Decerto, dirão agora: “Não temos rei; não temos medo do Senhor. Que poderia o rei fazer por nós?”7Samaria está liquidada, seu rei vai flutuando como palha em cima da água. 8Será desmantelada a idolatria dos lugares altos, pecado de Israel; ali crescerão espinhos e abrolhos sobre seus altares; então se dirá aos montes: “Cobri-nos!” e às colinas: “Caí sobre nós!” 12Semeai justiça entre vós e colhereis amor; desbravai uma roça nova. É tempo de procurar o Senhor, até que ele venha e derrame a justiça em vós. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 104(105)

Buscai constantemente a face do Senhor!

  1. Cantai, entoai salmos para ele, / publicai todas as suas maravilhas! / Gloriai-vos em seu nome que é santo, / exulte o coração que busca a Deus! – R.
  2. Procurai o Senhor Deus e seu poder, / buscai constantemente a sua face! / Lembrai as maravilhas que ele fez, / seus prodígios e as palavras de seus lábios! – R.
  3. Descendentes de Abraão, seu servidor, / e filhos de Jacó, seu escolhido, / ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, / vigoram suas leis em toda a terra. – R.
Evangelho: Mateus 10,1-7

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus – Naquele tempo, 1Jesus chamou os doze discípulos e deu-lhes poder para expulsarem os espíritos maus e para curarem todo tipo de doença e enfermidade. 2Estes são os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João; 3Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o cobrador de impostos; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu;4Simão, o Zelota, e Judas Iscariotes, que foi o traidor de Jesus. 5Jesus enviou esses doze com as seguintes recomendações: “Não deveis ir aonde moram os pagãos nem entrar nas cidades dos samaritanos! 6Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! 7Em vosso caminho, anunciai: ‘O reino dos céus está próximo’”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Constatada a necessidade de trabalhadores para a “colheita”, Jesus constitui o grupo dos Doze, aos quais dá o nome de apóstolos, isto é, enviados em missão. São homens de origens e culturas diferentes; temperamentos e tendências políticas variadas. Jesus reúne os apóstolos e os mantém perto de si para os instruir. No momento oportuno, os envia “às ovelhas perdidas” por causa dos maus pastores, conforme Jeremias anunciava: “Meu povo era um rebanho perdido” (Jr 50,6). Dá-lhes a tarefa de libertar integralmente as pessoas, por isso lhes confere o poder de expulsar demônios e curar “toda doença e toda enfermidade”. Qual é o núcleo da pregação que Jesus lhes propõe? “Anunciem que o Reino dos Céus está próximo”. Ou seja, o reinado de Deus está ao alcance de todos, desde que se abram para o acolher.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA